quarta-feira, Setembro 10, 2014

Domingo: Enxara do Bispo

No próximo domingo, dia 14, a Volta é a da Enxara do Bispo. O percurso é o seguinte e em constante sobe e desce. Hajam pernas (que por aqui estão 'escassas'...) e será uma tirada prometedora! 

Sábado, Paulo Pais convida...: Caneira-Vieira-Caneira (240 km)


No próximo sábado, dia 13, o camarada Paulo Pais promove mais uma ida (e volta) a Vieira (de Leiria), a partir da sua morada, na Caneira Velha, jornada que já vai no quarto ano com sucesso. O percurso não apresenta grandes dificuldades de relevo, mas é uma autêntica maratona, com 240 km. Um enorme desafio, está visto!

 A concentração (na Caneira Velha, cruzamento com a EN8) é às 8h00 e a saída para esta verdadeira clássica é às 8h30.

 Fica o convite para uma cruzada com altas velocidades garantidas... embora recomendáveis apenas no regresso! 

sábado, Setembro 06, 2014

Domingo: Sintra-Pé da Serra


A volta de amanhã, domingo, é a de Sintra-Pé da Serra, e o percurso é o seguinte

quinta-feira, Agosto 28, 2014

Domingo: Ericeira-Carvalhal

A volta do próximo domingo mantém a tendência neste período para os percursos rijos: é a da Ericeira-Carvalhal, com o seguinte traçado.

quinta-feira, Agosto 21, 2014

Domingo: A-dos-Loucos

A volta do próximo domingo (dia 24) é a de A-dos-Loucos. Um regresso saudado! O percurso (94 km) é o seguinte... e não é propriamente pêra doce! 

quarta-feira, Agosto 20, 2014

Crónicas resumidas no Facebook

Por falta de tempo para crónicas mais alargadas, deixo aqui os resumos das últimas voltas que tenho feito no Facebook (na página do Grupo Ciclismo).

Clássica de Montejunto (dia 15 de agosto)

Clássica de Montejunto, por Pragança, dos camaradas Duros, «cheia» de vento e para mim algo atribulada ou mais do que isso! Logo a sair de Loures, o Strava deixou de funcionar... (não é fundamental mas sem ele não tem a mesma piada...), depois a descer para a Merceana partiu-se um raio, e entre abrir o travão e o «resto» perdi o comboio para não mais voltar a apanhá-lo... até ao alto de Montejunto. Tentei, mas sabe-se como a locomotiva anda nestas clássicas! Quase uma h...ora de cara ao vento foi excelente treino, mas sem a maralha não teve tanta piada. Subi já desgastado, mas com boas sensações.
Depois, no regresso, quando descia a toda a velocidade pela mesma vertente, na companhia do Bruno de Alverca, na última curva antes do cruzamento para a Abrigada rebenta-se a câmara de ar. Temi logo pelo pneu. Mas foi pior. Foi o rebordo do aro da roda de (carbono) a ceder e o pneu saiu da jante. Aro para o lixo! Mas qual foi o motivo?! Sobreaquecimento?! Não estava assim tanto calor (apesar do aro estar a escaldar quando lhe toquei). Talvez tenha sido isso, agravado por ter enchido o pneu com pressão excessiva (a minha bomba tem o manómetro pifado e encho o pneu até ficar tipo... pedra).
Agora, com pressão baixa e muito cuidado nas descidas (os dois travões totalmente abertos) segui...
Para terminar, quando rolavámos a boa velocidade, a favor do vento, na rotunda do Terminal de Mercadorias (entre Carregado e Castanheira), o Bruno cai violentamente devido a óleo/gasóleo na estrada. Felizmente, apenas umas escoriações e forte hematoma no braço esquerdo, mas como sucede em quase todas as quedas, deve dar graças ao capacete, qual anjo da guarda.
Apesar destes precalços todos (e prejuízos também), sublinho a ideia: muito bom treino, e apesar dos 35 km «a solo», contra o vento, também a média de 30 km/h!


Sintra-Lagoa Azul (dia 17 de agosto)

Sintra-Lagoa Azul com um grupo (principal) ainda mais restrito do que para a Carnota, mas a refletir algo mais do que a justificação das férias. Poucos mas uma vez mais... bons. Dos habitués do grupo Pina Bike - que são cada vez menos! -, apenas a ausência do sinistrado Bruno, certamente a recuperar das mazelas da queda de sexta-feira. Alinharam: eu, o Jony, o Renato Ferreira, Ricardo Afonso, Luís Veloso, João Polícia, Amândio e Salvador. Saúda-se a presença do Renato Ferreir...a, que mostrou credenciais nas diversas subidas exigentes da jornada, em especial na Lagoa Azul, em que não tirou o 50! E mais tarde, na Várzea para Sintra, 'recuperando' nos últimos metros do atraso na descida do Pé da Serra, uma 'partida' minha e do Jony. A este pertence grande parte do mérito da média final de 30 km/h. Mas todos tiveram um contributo bastante ativo, menos na reprimenda coletiva, bem merecida, do comandante da GNR de Pero Pinheiro!! Felizmente ficou por aí. Mas não abusemos da sorte... nos vermelhos.